segunda-feira, maio 26, 2008

Meu coração

Meu coração bate -
Mas sem um amor,
Sem uma música,
Sem um perfume.
Bate com um sangue negro
Coalhado, insípido, inodoro, infulgor.

Meu coração bate descompassado,
Trêmulo.
Parando aqui e ali,
Aqui e ali correndo,
Chorando aqui e ali.

Meu coração é como menino
Aperreado, malvado, tímido, indiscreto;
É rebelde, amoroso, calado,
É fogo-fátuo malévolo;
E às vezes me leva ao céu
E às vezes me leva ao inferno
E às vezes...

Meu coração bate – e por tão pouco!
E pouco – por tão tanto!
Ave de rapina, beija-flor de bonina
Vento, vento, vento.

Meu coração é o tempo que passou
E que não passa;
É dor, é flor, é graça;
São mil desejos e três mil desesperos.

Meu coração sou eu
E toda a angústia de viver em mim
VISITE: www.marciowaltermachado.com.br

3 comentários:

ROSA disse...

marcio seu blog esta maravilhoso. Seus poemas são muito bonitos.

Marcio preciso lhe enviar um email , por favor voce poderia me fornecer seu endereço eletrônico?

diggníssimo disse...

marcinhoO!
parabéns pelo texto.
lindo.
...
passa no meu blog depois.
www.pernasdefora.blogspot.com
see ya, mon ami!

Cryslley disse...

Perfeito como sempre!!! "Meu coração bate sem um amor...descompasado e trêmulo"... parece q vc ouve meus pensamentos...

Bjokassssss!!!