sábado, janeiro 19, 2008

Partida


Ontem você partiu
e nem olhou para trás.
Está certo! eu até entendo os olhos pequenos,
o choro, a raiva, a dor - são emoções!
mas a partida, quem pode entender?

Ontem você partiu
mas nem sorriu de lado.
Muito bem! deixemos passar.
O que não entendo é a partida,
o abandono, o deixar para trás.

Ontem você partiu
e nem sequer disse adeus.
Vá lá! dessa vez tudo bem.
O que eu não entendo
é o silêncio, a palidez, os sonhos perdidos.

Ontem você partiu
e eu nem pude dar um último beijo.
Não tem problema.
O que não entendo é a pele fria,
os lábios arroxeados e o peito silente.

Ontem você partiu
E o que não entendo é ter ficado para trás....

Um comentário:

Cryslley disse...

Muito bonito o poema, mas tão triste.A dor de algupém que se foi eh algo indescritivel, mas, vc conseguiu sair da limitação da descrição pois, "descrever eh limitar", e conseguiu descrever cada detalhe dessa mistura de dor, raiva,amor...enfim, como sempre perfeito!

Bjokassssssss!!!
Aguardo novos poemas viu???

Londres ao pôr do sol

Devo confessar que nesta altura do campeonato não vi sequer um jogo da Copa do Mundo na Rússia. Eu sei, o Brasil está em polvorosa, ca...